A Pinacoteca e nossas vidas…

Na vida nem tudo é como planejamos, por vezes as coisas que deveriam acontecer não ocorrem, outras não previstas nos surpreendem, mas tudo contribui para a conclusão dessa obra única, que deve ser nossa vida.

Um dos maiores exemplos físicos de tal fato é a Pinacoteca em São Paulo (www.pinacoteca.org.br, ingressos a míseros R$6,00), aquele singular edifício de tijolos aparentes ali na Av. Tiradentes, região central da cidade.

Aquele prédio, belo, importante, imponente, também não era para ser daquela forma, sem acabamento, com os tijolos todos à mostra, ocorre que durante a obra, o dinheiro acabou, e quando conseguiram o valor para acabar o edifício, para dar o reboque final e os devidos acabamentos, perceberam que a grande obra de arte era o trabalho do assentamento dos tijolos, e não fazia sentido algum esconder tudo aquilo por trás de um reboque, ainda que deveras bem feito.

E assim é nossa vida, passamos anos esperando um acabamento final, ansiosos por um reboque e uma tinta bonita, e assim acabamos por esquecer que a verdadeira obra de arte é sermos quem exatamente somos, procuramos todas as formas possíveis para esconder nossa real estrutura, nossa real face, com tanto afinco que por deveras vezes não entendemos que o belo é exatamente isso, que o maravilhoso é assim diferente, talvez até mesmo constrangedor, mas real, puro e simples como as palavras de uma criança.

Sem dúvida não planejaram a Pinacoteca assim, sem dúvida tem muitas coisas na sua vida que você também não planejou da forma que aconteceram, mas eu digo que a graça é fazer o melhor com o que se tem, e não somente chorar pelo que esperamos.

E por mais pueril que seja o texto, por mais que seus problemas pareçam ser maiores que o edifício da Pinacoteca, lembre-se, tem de existir uma saída, e por vezes a melhor de todas é aquela mais improvável, ela pode estar muito mais perto do que você imagina, talvez um simples “me perdoe” (e às vezes isso parece ser dorido demais, mas não é), mude toda sua história, já pensou? Talvez seus próximos 10, 20, 30 ou 50 anos possam ser surpreendentemente melhores, só porque você teve a postura correta por míseros 5 minutos… (sério demais isso)

Talvez você possa estar por anos e anos, tentando concluir algo lá do passado, talvez você lute contra tudo o todos, com todas as suas forças, da mesma forma que os responsáveis tentaram terminar o prédio, mas às vezes não percebemos que a real felicidade pode estar naquilo que éramos lá atrás, muito mais simples, tão simples como simplesmente não rebocar a linda Pinacoteca.

Um grande amigo diria, pense nisso…

É isso.

Grande Abraço a todos,

Bruno Padilha

Anúncios

~ por brunopadilha em dezembro 2, 2009.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: